Morre o homem que criou a Veja

Ontem (26), a mídia brasileira teve mais uma baixa de peso. Roberto Civita, diretor editorial e presidente do Conselho de Administração do Grupo Abril, morreu às 21h41, no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

Civita estava internado desde fevereiro para a correção de um aneurisma abdominal. Ele foi operado para a colocação de uma prótese na aorta, mas teve complicações causadas por uma hemorragia e não resistiu.

Depois de um período no exterior, desde que retornou ao Brasil, em 1958, Roberto trabalhava ativamente na editora fundada por seu pai. Criou inúmeros títulos, entre eles, a Veja (1968), até hoje a revista de maior circulação do País e uma das mais importantes da história da imprensa nacional.

O publisher assumiu definitivamente a presidência do Grupo Abril em 1990, após a morte do pai, quando se iniciou um período de diversificação de investimentos dos negócios da companhia, com atuação nas áreas de mídia, educação, gráfica, distribuição e logística.

Hoje, o grupo é composto pela Abril S.A., empresa responsável pelas áreas de mídia (Editora Abril, Mídia Digital, Elemidia, Alphabase, MTV e Casa Cor), gráfica, logística e distribuição, e pela Abril Educação. O Grupo conta ainda com a Fundação Victor Civita, criada em 1985 com o objetivo de fortalecer a educação de base no Brasil.

Por enquanto, a empresa segue interinamente comanda pelo seu filho Giancarlo Civita, presidente executivo do Grupo Abril e vice-chairman da Abrilpar.

Redação Adnews

Postagens

Perfil

Contatos:

Celular (TIM):
35 991 531 100

E-mail:
fernandoluigi57@gmail.com

Skype: fluigi2000